Diferenças entre a vida humana e a animal

by on
Also available in English
Share:

A Bíblia claramente faz distinção entre homens e animais–algo que a evolução não faz.

Evolução: Supõe-se que o homem seja descendente direto do reino animal através dos mesmos processos e envolvendo os mesmos fatores evolutivos que levaram os animais a se desenvolverem. Por essa razão, as diferenças entre homens e animais não são tidas como fundamentais, mas somente como uma diferença de graduações. Os homens apenas se desenvolveram a um nível mais elevado. Carsten Bresch descreve esta visão na sua definição de evolução [B7, p. 10]: “A evolução é definida como o desenvolvimento de todas as coisas em todas as esferas de nosso mundo—incluindo a descendência humana de ancestrais similares a macacos”. As assim chamadas provas da evolução baseadas em homologias enfatizam a ideia de descendência a partir de ancestrais comuns.

Objeções científicas: Até no plano puramente biológico, há um vasto e intransponível abismo entre homens e animais, como ilustrado pelas quatro seguintes considerações:

  1. 1. O cérebro humano possui qualidades [G2, p.115–130] que não têm paralelo no mundo animal. Uma consequência são as explícitas capacidades mentais do homem.
  2. 1. O homem possui a faculdade da fala (ver OB2), e sua comunicação criativa por meio de seu sistema vocal é completamente diferente das dos animais [G7, p.112-130]. Ele tem a habilidade singular de prestar atenção a várias coisas conforme queira; ele tem um conjunto de interesses e de observação inconcebivelmente vastos, por que é capaz de considerar objetos espacialmente e temporalmente remotos; ele é capaz de fazer abstrações e usar seu sistema de sinais para propósitos metalinguísticos.
  3. Somente o homem é totalmente bípede; ele pode andar de modo ereto, por causa da estrutura especial da sua espinha dorsal. Assim, nossas mãos não são necessárias para a locomoção e estão disponíveis para outros usos.
  4. Somente o homem é capaz de expressar emoções (ex. alegria, tristeza, esperança, riso, vergonha). Alguns animais parecem ter habilidades similares, mas não podem ser comparadas com as emoções humanas.

A Bíblia: A Bíblia claramente distingue homem de animal:

  1. No sexto dia, Adão foi criado “à imagem de Deus” e à parte dos animais terrestres por meio de um ato de criação distintamente separado. A palavra hebraica bara (criar) é usada três vezes em Gênesis 1:27 para enfatizar este ato de criação.
  2. Somente o homem recebeu o sopro de Deus. Desta forma, ele recebeu um espírito (Eclesiastes 12:7; 1 Tessalonicenses 5:23), de modo que transcende o mundo dos animais.
  3. Foi só quando Adão foi criado que Deus “usou suas mãos”: “O SENHOR Deus formou [hebraico yatsar] o homem do pó da terra e soprou na sua narina o sopro da vida” (Gênesis 2:7). No Antigo Testamento, a palavra yatsar é usada para descrever ações de um habilidoso oleiro que imaginativamente forma seu vaso. De modo similar, Deus usou matéria da Terra para formar o corpo físico de Adão.
  4. Somente o homem pode realmente se comunicar com Deus. Apenas ele possui o dom da fala e da oração através das quais ele pode expressar todos os seus pensamentos ante seu Criador. O homem foi criado para estar bem próximo de Deus. Ele é dependente da comunhão com Deus.
  5. Apenas o homem tem livre arbítrio e possui a faculdade de pensamento criativo. Conforme o Salmo 8:5, o homem foi feito “pouco abaixo de Deus [ou dos anjos]”. Os seres humanos possuem dons tais como desenvolver livremente personalidades, engenhosidade e a capacidade para desenvolvimento cultural (escrita, música, consciência histórica).
  6. Até a diferença da carne é mencionada na Bíblia: “Nem toda carne é a mesma carne, mas uma é a dos homens, outra, a dos animais, outra, a das aves, e outra, a dos peixes” (1 Corintios 15:39). Esta constatação tem consequências para a biologia molecular: as proteínas constituem a maior parte do corpo. O corpo humano contém aproximadamente cinquenta mil diferentes tipos de proteínas, cada uma desempenhando suas próprias funções específicas. Elas têm diferentes sequências de aminoácidos. Todos os organismos têm certos aminoácidos nas mesmas posições na cadeia polipeptídica, e eles servem para estabelecer e preservar as funções características da proteína específica. Em contraste com este posicionamento preciso, há outras posições onde os aminoácidos claramente diferem de um tipo para outro.
  7. Diz-se somente a respeito do homem que ele foi criado “por Deus”, mas também “para Ele” (Colossenses 1:16). Este alto propósito é somente atribuído ao homem. Animais também são criaturas de Deus, mas eles não receberam o chamado para serem filhos de Deus (João 1:12).
  8. Em contraste com os animais, o homem é um ser eterno; isto significa que a sua existência nunca terá fim, mesmo depois da morte corporal (Lucas 16:19–31). Um corpo imperecível será ressuscitado de um perecível (1 Corintios 15:42).

Help Translate

Please help us provide more material in Portuguese.

Help Translate

Visit our English website.